terça-feira, 14 de abril de 2020

Versão Beta

Olá!

Leio a blogosfera de finanças há algum tempo, mas pelas próprias circunstâncias em que eu me via há não muito tempo atrás, nada do que eu lia poderia ser incorporado de forma alguma, pois nem renda eu tinha. Apesar de ter lido avidamente muitos blogs (Viver de Renda, Seu Madruga Investimentos, Pobretão, Corey..), acredito que eu nunca postei um comentário sequer em nenhum deles (e eu lia, inclusive, os comentários das postagens). Essas leituras que fiz destes blogs, sem dúvida, me despertaram para diversos pensamentos e conceitos que norteiam a independência financeira (o que de fato ela é, como e por que chegar lá, por exemplo). Agradeço por ter descoberto esse pedaço da internet, que apesar de ser um mar de lixo tem os seus tesouros.

Dito isto, resolvi criar este blog para ser mais um à tecer comentários sobre o assunto, ainda que meu conhecimento seja ridículo perto do que eu vi em alguns dos blogs pela interwebs. Acredito que minha historia é, digamos, bem diferente da maioria, e eu ainda pretendo explicá-la de forma mais detalhada. Bom, diferente é a minha trajetória de vida em si, por que se eu for abordar relacionamentos aqui...talvez eu esteja na mesma que muitos.

Apenas resumindo: já estou acima dos 30 anos e, no ano passado, me formei em engenharia por uma "renomada" faculdade pública, após longos 5 anos e meio de curso. No momento trabalho em uma empresa grande, entrei como estagiário já com mais de 30 fucking anos de idade. Vocês podem imaginar como era a situação quando o assunto "idade" chegava por perto, né? Pois é. Comentários do tipo "o Godofredo já é gestor, e é mais novo que você.." obviamente não me foram poupados, porém de alguma forma aprendi a simplesmente ignorar esse tipo de coisa.

Hoje já estou efetivado nessa empresa, e a expectativa é que venha uma promoção aí no curto prazo. Considero isso muito importante para essa caminhada que estou trilhando, pois tenho ciência de que o aumento de renda no início da criação do "bolo fecal" (alô Pobretão!) é o que mais vai fazer a diferença, pois poderei fazer aportes maiores. Não considero que eu leve jeito para o empreendedorismo, e eu sou de uma família fodida, ou seja...ou eu aumento minha renda, ou eu tô é lascado.

Falando em aportes, hoje tenho meu patrimônio, que não é lá muita coisa, dividido em ações (27,85%), FII's (21,77%), Tesouro Direto (24,64%) e caixa (25,75%). Sei que isso tá uma zona, mas não tem muito tempo que comecei e pretendo deixar isso mais ajeitado. Não sei se essa ideia de blog pra mim vai ter algum futuro, mas se tiver pretendo postar as questões relacionadas aos investimentos de maneira mais clara e detalhada.

Meu incrível patrimônio tendo seu valor escondido por um cadeado instigante. Só que não.

Ainda não tenho conhecimento pra sair analisando ativo através de balanços, informes de RI e essa coisa toda, e nem sei se isso realmente faria alguma diferença muito significativa. Então, o que tenho feito pra decidir onde colocar meus suados e minguados mirreis tem sido pesquisas mais gerais mesmo (a empresa dá lucro? a gestão to fundo parece competente? eu acredito no segmento?) e tenho seguido assim. Mas, sim, eu pretendo passar a entender melhor do assunto, e no momento estou lendo um dos livros indicados pelo grande Viver de Renda, chamado Investindo em Ações no Longo Prazo, de Jeremy Siegel, com o próximo de minha lista sendo O Investidor Inteligente, de Benjamin Graham. Bora alcançar a alforria!

É isso nesse post beta. Fiquem em casa!

8 comentários:

  1. boa sorte
    acho que TD = renda fixa = RF

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Scant!

      Sim, de fato são a mesma classe de ativo, é que utilizo um app chamado TradeMap pra acompanhar os investimentos e gerar os gráficos, e ele por algum motivo separa o TD da RF (essa última está num CDI de liquidez diária)..

      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  2. Fala, Engenheiro Tardio!

    Me identifico com a sua história, pois também sou Engenheiro e comecei a planejar/executar minha caminhada no mundo dos investimentos após os 30 anos.

    A diferença é que me formei aos 27/28 anos, conclui uma pós no final do ano passado e no momento que estava buscando uma promoção ou um emprego com salário melhor, veio essa merda de vírus pra fuder a porra toda hehe.

    Trabalhar na area industrial é foda, você atua como analista, recebe abaixo do piso e ainda precisa ter jogo de cintura pra suportar peão (sem discriminação, mas são difíceis de lidar).

    Enfim, por isso é importante buscar a IF para sairmos da corrida dos ratos o quanto antes.

    Abraço, seja bem-vindo e sucesso em sua caminhada!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Colheita de Dividendos!

    Eu estou buscando um mestrado, já até estava em contaro com um Professor que poderia me indicar a orientadores do programa que penso em fazer, mas aí veio o Corona e xablau..mas ainda farei esse mestrado!

    Mas é isso aí, bóra que a gente vai chegar lá!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. ET
    Muito bacana! Com certeza você vai construir uma bela história. Nunca é tarde para começar, e vai servir de exemplo para muitos.
    Tive uma época que cheguei a pensar em fazer Eng. Civil!
    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caminhando e Poupando muito obrigado!

      Pois é, apesar de sentir sim que comecei tarde, estou animado e acredito muito que chegarei lá!

      Sobre a engenharia, confesso que o mundo da profissão, pelo penos sob a perspectiva da minha experiência, é bem menos colorido do que o que é pintado por aí..hahaha, mas essa é a vida!

      Um abraco!

      Excluir
  5. Opa, bem vindo Engenheiro!

    Começamos quase juntos na blogosfera, espero que possamos sempre se ajudar aí nessa caminhada!

    Boa sorte pra nós!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Físico!

      Opa, com certeza, estamos aí para compartilhar o que pudermos pra que todos atinjam a almejada IF o quanto antes.

      Abraço!

      Excluir