terça-feira, 15 de setembro de 2020

Fechamento AGOSTO/20, do céu ao inferno em 1 dia e mais: R$63.446,43 ou +0,51% ou +R$319,05 (histórico: -8,53%)

 Galera, atualização rápida só pra não parecer que me tornei mais um moribundo na blogosfera.


FINANCEIRO


Mês de agosto novamente colocando em nossos briocos, do jeito que a era COVID gosta. Aportei R$2.575,71, quase tudo na reserva de emergência, e foi o que fez com que o rendimento do mês não fosse negativo. A carteira no Brasil caiu 3,17% no mês, enquanto nos EUA subiu 7,84%.


TRABALHO

Pois é, galera. Fui promovido! Irei mudar de área, vou para a área que eu já havia demonstrado N vezes que tinha vontade de trabalhar, com cargo (e obviamente salário) superiores. Como nada na vida é tão bom que não possa ficar um pouquinho ruim, a pessoa que está in charge lá é conhecidamente complicada. Enquanto todos querem sair da área eu estou entrando, rsrs. Bom, sou uma pessoa que dificilmente tem problemas de relacionamento no trabalho, fui inclusive chamado por essa pessoa in charge pra a área. Estou animado, acho que vai dar certo.

Quanto ao namoro, bem, esse merece um post especial. Aconteceu um pandemônio literalmente de um dia para o outro, e o saldo é que estou solteiro, namoro terminado, morando sozinho, e inclusive já conheci outra pessoa (he-he-he). Em algum momento eu já havia comentado que sou o namorador, não deixo de desperdiçar nenhuma chance de ficar solteiro. Taí a fucking prova.

É isso, quero arrumar um tempo pra fazer um post mais detalhado sobre as caralhas da vida.

Cuidem-se.

sábado, 22 de agosto de 2020

Devaneios

Como sei que vocês têm acompanhado ansiosamente cada capítulo dessa minha novela mejicána, já estou há quase 3 semanas nos meus pais, e minha namorada na casa dos dela. Inclusive acho que ela já voltou pra "casa" (casa de quem? acho que já não é mais minha..) e nesse meio tempo mal nos falamos. Ela tentou puxar papo comigo, me mandou mensagens, disse que estava sentindo minha falta, mas o caminho agora definitivamente não tem mais volta. Eu disse à ela que conversaríamos pessoalmente, pois essa não é uma conversa para se ter por SMS, né (eu bem que gostaria que fosse). Domingo que vem eu devo voltar para lá e a derradeira conversa irá ocorrer. Já estou na busca por um local para morar, saporra vai doer no bolso mas não tem jeito. Estive analisando mentalmente a possibilidade de ficar um tempo aqui na casa dos meus pais, mas descartei essa possibilidade (90% descartada, na verdade). Acredito que estou mesmo precisando de uma paz, do meu canto, do meu jeito.

Estou numa maré de desânimo muito grande. A questão do relacionamento, o trabalho que não me dá nem um fio de motivação, a IF que parece a anos luz de distância (e eu já acima dos meus 30 anos), enfim..estou num daqueles momentos em que dá a impressão de que você é um fodido que não tem muito futuro. Sei que não posso deixar essa vibe tomar conta, mas tem momentos que é muito difícil de fazer isso. Analisando melhor as coisas eu estou tendo a impressão de que a questão do trabalho é a que mais está contribuindo para isso. Quem leu meus posts iniciais viu que para mim não foi fácil chegar aqui, me formar numa boa faculdade e etc. Estudei feito um FDP e dei tudo de mim, me esforcei até a última gota de suor para ter os melhores resultados que estivessem dentro das minhas possibilidades. E eu tive resultados! Meu esforço na trajetória acadêmica foi, sim, recompensado. O problema é que eu não estou tendo isso na vida profissional. E a verdade mesmo é que não sinto nem que estou me esforçando para isso, como fazia na vida acadêmica. Não estou encontrando a motivação que eu tinha pra dar o melhor de mim, fazer entregas tops, me destacar em relação aos que estão à minha volta. E isso está me entristecendo. Meu sucesso na caminhada rumo à IF depende diretamente disso, e mesmo tendo essa noção a motivação não está vindo. O que caralhos será que está faltando?

Enfim, queria fazer esse curto desabafo e deixar registrado aqui. Bom FDS à todos!

sábado, 1 de agosto de 2020

Fechamento JULHO/20, preparação pro término do namoro e mais: R$63.127,38 ou 12,84% + ou +R$7.183,52 (histórico: -3.58%)

Olá, soldados da busca pela IF. Vamos para mais um fechamento e resumo da minha existência Tardia na Terra.

Financeiro


Mês de mais altas nas bolsas tanto da Banânia quanto dos EUA. Minha carteira no Brasil subiu 6,09% no mês (ante 8,27% do IBOVESPA), ao passo que a carteira nos EUA teve alta de 0,89% (ante 4,98% do S&P):

Desempenho da carteira no Brasil

Desempenho da carteira no Brasil


Composição da carteira nos EUA

Novamente, meus aportes esse mês foram quase todos destinados ao exterior. A divisão dos aportes foi a seguinte:

  • 46 MXRF11 no valor de R$10,89 cada;
  • 2 HFOF11 no valor de R$100,36 cada (subscrição);
  • 4 VNQ no valor de US$78,96 cada;
  • 2 SLG no valor de US$48,26 cada;
  • 2 NNN no valor de US$35,20 cada, e
  • R$366,00 de reposição na reserva de emergência (que eu nem lembro agora do que foi essa reposição).
O total do aporte no mês foi de R$2.866, pois os FII´s no Brasil foram adquiridos com o dinheiro da venda do XPCM11 (ou seja, não considerei como aporte). Vocês podem perceber que todas as compras foram destinadas aos FII´s e REITs, e eu explico o meu racional: acredito que essa classe, em especial nos EUA, ainda está um pouco longe de ter retomado seus valores pré-crise, pois as incertezas quanto à pandemia não foram suficientes pra gerar um ânimo tão grande nessa classe quanto na de ações. Dessa forma, decidi concentrar meus aportes neles, imaginando que ainda são boas oportunidades. Devo ressaltar, também, que para realizar esse aporte eu posterguei algumas contas, senão não teria sido possível investir esse valor. Ainda assim, estou feliz que passei da marca dos 60K antes do planejado (ainda que, em muito, graças ao aumento meio sem fundamento das bolsas). Segue uma outra visão resumida (dessa vez utilizando uma planilha que peguei no blog do grande Surfista Calhorda):

Resumo da carteira Tardia.



O HFOF foi adquirido através daquela subscrição com o desconto monumental de mais de 10%, e falando em subscrição, teremos a subscrição da CVCB, que está saindo no valor de R$12,84, com outras particularidades como direito a um percentual do que foi subscrito em bônus no final do ano. Irei exercer meu direito (que será liquidado no dia 13/08), pois trata-se de uma empresa que sigo acreditando para o longo prazo.

Tenho sentido bastante receio em continuar os aportes exclusivamente na renda variável. Não quero fugir do plano, que é manter aportes constantes em ativos com bons fundamentos e que eu acredito serem bons para o longo prazo, mas ainda assim sinto que podemos ter grandes surpresas no futuro próximo. Não quero fazer nenhum tipo de adivinhação, mas acho que todos concordam que saporra tá esquisita. Os proventos do mês somaram a bagatela de R$104,31, e o yield eu não vou nem calcular nessa caralha, pra não ficar tristinho.

Nos próximos meses meus aportes devem ser consideravelmente menores, e vocês irão entender o porquê no decorrer da postagem.

Trabalho

Aqui as coisas seguem normalmente, aquela coisa clássica de empresa: "você é ponto focal dessa célula, tem potencial pra fazer grandes mudanças e blábláblá". Tá bom, mas o que eu quero é a porra de um salário maior, meu filho.


Simulação em computação gráfica do Tardio esperando o aumento de salário.

Continuo me inscrevendo em vagas esporádicas que vejo pela internet, mas até agora não obtive nenhuma resposta (o que é a regra). Tenho tentado me motivar mais com meu trabalho, mas tem sido bem difícil. Qualquer formiga que passe na parede me mantém mais interessado do que o trabalho. De qualquer forma, o temor por demissões acredito que já passou, então essa é uma boa tranquilidade para se ter.

Saúde e pessoal


Meu tratamento continua firme e forte,  os últimos exames mostram que meus níveis hormonais estão ficando bem estabilizados, e meu peso está 10 fucking quilogramas maior do que antes do início do tratamento. Vitória monstra nesse quesito! Agora o que falta é largar de ser um sedentário Tardio e começar a fazer exercícios. Com certeza irei começar a fazer a academia assim que a poeira do apocalipse baixar, e isso não é uma desculpa: não tenho ânimo para fazer exercícios em casa.

No mais, tenho me preparado para um aprimoramento profissional de grande impacto que pretendo fazer, então tenho estudado e lido bastante sobre o assunto. Não vou abrir mais detalhes por questões de manter meu anonimato garantido. Quanto às outras leituras, ainda não terminei o livro do Benjamin Graham, mas é um livro que tenho gostado bastante. Tenho outros já na lista para ler e que provavelmente ficarão só na lista mesmo, pelo motivo que falei mais acima.


Namoro


Chegamos no Crème de la crème desse BRÓGUI, hahaha!

Bom, acabei fazendo um desabafo no post anterior, era algo que eu precisava mesmo fazer. Não sei nem se tenho muito a acrescentar àquela postagem. O fato é que meu interesse por ela continua em queda exponencial, então tudo que falei continua válido. Tivemos uma conversa essa semana, por iniciativa dela, na qual ela iniciou se queixando que eu "não procuro mais" ela. Não tive coragem de falar o que escrevi aqui no blog para ela, infelizmente, apenas dei uma desconversada. Mas obviamente o que estou fazendo é "preparando o terreno", pois simplesmente falar que o namoro acabou enquanto continuamos morando juntos e eu nem busquei um lugar par me mudar ainda, tornaria a situação extremamente desconfortável.

Esse fim de semana nós vamos para as casas dos nossos respectivos pais, então essa será a oportunidade que irei utilizar para resolver essa situação. Provavelmente vamos ficar o mês todo, então devo ter tempo de fazer uma busca de um local para alugar, bem como ter a fatídica conversa. Isso já se tornou algo inevitável, estou acostumando a ideia na minha cabeça..mas tenho certeza que depois que toda a bad passar eu sentirei um alívio gigantesco. Com certeza essa lição aqui eu irei levar para a vida. Testei os meus limites, o tipo de coisa que eu consigo e que eu não consigo aceitar na minha vida, então acho até que foi um grande teste de auto conhecimento. Comecei a fazer terapia muito por causa do infero mental que eu estava vivendo, foram dias realmente difíceis. Mas já me sinto em grande parte libertado disso, pois como eu falei o que eu sentia por ela acredito que foi morrendo aos poucos dentro de mim. Claro que, como todo término é traumático (pelo menos para mim), o início será uma bela de uma bosta. Mas acho que vou me recuperar rápido!

Por isso, meus aportes nos próximos meses devem ser pequenos, e passarão a ser menores de qualquer forma depois disso também, pois deixar de dividir todas as contas de uma casa e passar a arcar com tudo sozinho vai ser foda. Vou buscar não ficar muito apegado a isso e procurar ver o lado da paz de espírito que terei, ainda que seja triste ver a IF ficar ainda mais distante do que ela já está. Eu estou até cogitando passar uma temporada na casa dos meus pais, enquando o Home Office continua sendo a regra..mas não sei se seria uma boa. De qualquer forma existem algumas coisas que eu poderia levar da casa deles que estão sobrando (tem geladeira boa que é usada como armário, as coisas do meu quarto como cama, estante entre outros), isso já me ajudaria a economizar uma boa grana.

Vamos ver se dessa vez o Tardio aqui aprende a ficar solteiro nessa porra, sem se enroscar com ninguém. Se eu conseguir ficar mais de 1 ano solteiro será a primeira vez desde os meus 16 anos.

Vamo que vamo, galera. Um abraço a todos!

quinta-feira, 23 de julho de 2020

Quando o encanto se perde

Quando eu fiz a postagem sobre o passado da namorada, eu estava num momento muito bad. Estava me sentindo muito mal mesmo, pensando em todas aquelas merdas, "por quê diabos eu me envolvi com uma pessoa assim? Como eu vim morar com essa pessoa?", esse era o tipo de coisa que passava na minha cabeça. Vamos ser sinceros aqui: a culpa disso é minha. Eu projetei na minha cabeça uma pessoa que não existe, com qualidades e (falta de) defeitos que não são reais. Eu não acho que sou uma pessoa muito boa com sentimentos, sou muito racional, mas acredito que uma forma de evoluir como pessoa é aceitar as outras pessoas como elas são. As pessoas têm experiências diferentes, vivências diferentes, e tudo isso forma um ser único. Cada um de nós, apesar de sermos todos formados pelos mesmos elementos químicos simples, e que por sua vez foram todos forjados no núcleo de alguma estrela (com exceção daqueles muito leves, como hélio e hidrogênio), é um ser absolutamente único.

Mas da mesma forma que cada um tem suas experiências pessoais que fazem com que seja o que é, e que fazem com que você veja e encare as coisas de uma certa forma, outras pessoas vão ver e encarar essas mesmas coisas de maneira diferente. Eu, da forma como sou a partir das experiências que tive, vejo e encaro as coisas de maneira diferente da minha namorada. Muito diferente, inclusive. Essa diferença abismal entre as formas de encarar as coisas me fez perder o encanto que eu tinha por ela. Sinto que o que me encantava nela era exatamente achar que éramos bastante parecidos. Eu, particularmente, me sinto atraído por pessoas que eu acho que têm muito em comum comigo.

Essa perda de encanto evoluiu exponencialmente, e hoje eu digo pra vocês que mal transar com ela estou conseguindo. De fato, para mim, o relacionamento chegou ao fim. Agora vai ser só questão de consumar mesmo isso. Estou pensando nas questões da mudança, financeira, mas ao mesmo tempo estou bastante triste com tudo isso. Eu sinto que ela gosta de mim, de verdade. Por ela nós com certeza continuaríamos juntos. Ela conseguiu aceitar as minhas diferentes formas de enxergar o mundo. Eu, infelizmente, não consegui aceitar as dela.

Talvez, no final das contas, ela esteja num estado de evolução maior que o meu.

quinta-feira, 2 de julho de 2020

Fechamento JUNHO/20, namoro e mais: R$55.943,86 ou +5,22% ou + R$3.992,17 (histórico: -8,98%)

Pois bem, senhores. Foi-se o primeiro semestre do ano.

FINANCEIRO


Esse fechamento aqui deve ficar uma putaria um pouco bagunçado, pois fiz meu primeiro aporte em ações nos EUA. Abri minha conta na TD Ameritrade e fiz uma remessa de R$2.500,00 (US$484,07), não pagando nenhuma taxa de spread por ser a primeira remessa e nem a taxa fixa deles, por ter enviado o valor mínimo para ter essa isenção. Vale ressaltar que meu aporte do mês foi, na realidade, de R$2.036,68, pois inteirei o restante para completar os R$2.500,00 a partir da reserva de emergência, de forma a não pagar a taxa de R$5,90 do RemessaOnline.

Agora vou ter que ver um jeito melhor de gerir a carteira (rentabilidade e etc), pois o TradeMap tornou-se pago, como eu já achei que ia ocorrer, e o Kinvo também é pago. Não tô a fim de pagar porra nenhuma. Sendo assim:





A bolsa brasileira está paulatinamente subindo, e novamente tomei uma leve coça do IBOV. Continuo vendo esse movimento com muita cautela, e decidi que não irei aportar nos próximos meses aqui no Brasil, pois toda essa nossa instabilidade torna as coisas ainda mais imprevisíveis. Destaque para as ações da CIELO e CVC, que se recuperaram bastante ao longo de mais esse mês. Continuam sendo empresas arriscadas para investir, mas são empresas que eu acredito que não perderam seus valores e fundamentos, e têm um bom potencial pela frente. OS FII's também deram uma boa recuperada, e nesse mês foi liquidada minha subscrição no RECT11. Fiz, também, minha primeira venda de ativo: XPCM11. O polêmico fundo que pode estar indo rumo á falência não mais faz parte da minha carteira, e me desfiz do maldito com um lucro de quase 30%. Com o dinheiro dele, fiz a subscrição para o HFOF11, a qual acabou de ser liquidada (hoje, 02/07) pela pechincha de R$100,36, um desconto monstruoso de mais de 12% em relação ao valor de fechamento de hoje. Obtive apenas duas cotas dessa forma, mas vou deixar o restante do dinheiro da venda do XPCM na corretora para o caso de haver sobras de cotas do HFOF.

Uma estimativa conservadora para a evolução do meu patrimônio é a seguinte:



A premissa aí é basicamente a de aportes de R$1.500,00 que vão aumentando ao longo dos anos, bem como uma rentabilidade mensal de 0,6%. Espero mesmo que a vida real seja mais generosa do que isso comigo, pois levar mais de uma década pra mal atingir o primeiro milhão é algo bem broxante.

A carteira nos EUA está da seguinte forma:



Adquiri 2 ETF´s (VOO, que replica o S&P500, e VNQ, que é um ETF de REIT's), bem como 2 ações de empresas que gosto bastante: Intel e a famigerada Coca (total de US$476,96). É muito legal poder comprar ação desse tipo de empresa, a quantidade de opções lá nos EUA é realmente assustadora. A Coca é uma empresa líder em seu segmento e excelente pagadora de dividendos, ao passo que a Intel tem bons prognósticos para o futuro, pois apesar do negócio de processadores de computadores não estar mais tão em ascendência, eles estão inseridos fortemente no negócio de grandes servidores e data centers, o que dá uma boa vantagem competitiva à eles quando comparados com a AMD, por exemplo. No mais, preciso estudar melhor sobre as estratégias de investimentos lá fora, e acredito que pelo menos por enquanto devo me focar mais nos ETF's, enquanto estudo melhor algumas empresas que acho interessantes.

Os proventos desse mês somaram R$104,57, e não irei mais somar a isso o rendimento da reserva em CDI e o rendimento do TD. Vale destacar que já recebi dividendos tanto do VOO quanto do VNQ, os quais somei no total acima, já passados para real pela cotação do momento. Como é um dinheiro que está em dólar e irá ficar, pois a intenção é que sejam reinvestidos, acredito que para computar o valor desses rendimentos sempre terei que passar para real pela cotação atual.

Para a rentabilidade que apresentei aí no título da postagem eu simplesmente fiz uma média ponderada da rentabilidade da carteira no Brasil (apresentada no app Kinvo) e a da carteira nos EUA, porém essa última eu trouxe para a nossa moeda de merda, o que já fez com que ela acabasse ficando positiva pela relação cambial entre o momento da compra e o do fechamento. Fiz isso tanto para a rentabilidade do mês quanto para a histórica. Não sei nem se tá certo isso, mas foda-se. Brincadeira, se estiver completamente errado podem me indicar aí.

Preciso fazer um planejamento melhor da minha carteira e dos meus objetivos, pois está tudo meio cagado, o que acaba me tirando a vontade de fazer a postagem de fechamento. Os aportes gordos dos meses anteriores não devem ocorrer mais, o que fará com que o aumento do meu patrimônio seja lento e doloroso. Mas vam'bora.

TRABALHO


No trabalho sigo tentando entender qual é a real proposta da reestruturação que está em curso. Estava desmotivado com a putaria que me foi feita relacionada à minha promoção, que teoricamente já estava certa, mas resolvi não me focar nisso e estou organizando as coisas pra estruturar meu trabalho da melhor maneira possível. Ficou uma lição aqui: não acredite no que te falam, mas sim no que está registrado por e-mail, no mínimo. Continuo atento à vagas pela internet (LinkedIn, sites de vagas e etc), e tenho me inscrito em alguns processos (a maioria meio nada a ver, mas estou me inscrevendo mais pra treinar a participação nesses processos mesmo). Sigo fazendo Home Office e sem previsão pra voltar de vez ao escritório, o que, com algumas poucas ressalvas, eu acho é ótimo.


SAÚDE E PESSOAL


Continuo firme no meu tratamento do hipertireoidismo. Acho que cheguei no platô do meu peso, que é de 7kg a mais do que eu pesava. Acredito que uma academia aliada a uma alimentação boa pode fazer eu ficar com um corpo infinitamente melhor do que eu tenho hoje, e isso deve elevar muito minha auto estima. O plano é esse pra quando esse pandemônio de vírus acabar.

Comecei a ler o clássico do Benjamin Graham, "O Guia do Investidor Inteligente", e estou gostando bastante. Estou seriamente pensando em comprar um Kindle pois tenho lido no celular, o que não fornece a melhor experiência do mundo. Me digam aí se vocês usam Kindle e acham que vale a pena, ou se é uma bosta. Pretendo incluir mais a leitura de livros na minha rotina, pois apesar de lermos muito todos os dias, acho que lemos/vemos muita coisa inútil e de veracidade duvidosa.

NAMORO


É isso aqui que vocês querem ver né, seus putos? Haha, é incrível como meu post sobre o passado da namorada é o que mais tem acessos.

Bem, hoje ela teve uma reunião lá na empresa dela sobre a questão do compliance que discuti anteriormente. A possibilidade dela ser demitia ainda é bem real, então só nos próximos capítulos isso será revelado. Quanto à nossa relação em si, sinto que ela está mais para um café morno do que quente. Está ocorrendo algo que, pelo menos quando fiz aquela postagem (nem faz tanto tempo) não ocorria: estou perdendo o tesão nela. Acho que toda essa porra de história cabulosa fez com que eu perdesse, de fato, a admiração por ela. A convivência não está ruim, mas não tenho mais sentido aquela vontade de ficar horas conversando (ou transando) depois do trabalho. Tenho dedicado meu tempo livre mais à fazer as coisas que gosto do que ficar de fato com ela, e ela já percebeu isso (já discutimos por causa dessa minha mudança de comportamento, que obviamente não consigo esconder). Perdi completamente aquela curiosiade quase mórbida que me dava quando via ela no celular trocando mensagem com alguém, e isso na verdade está sendo libertador pra mim. Sei que ela tá lá nos grupos de putaria e deve, inclusive, estar sendo chamada pras surubas quando a quarentena terminar, e é possível que ela esteja livre mesmo pra ir.

Pode parecer que estou sendo frio e calculista, mas o que tenho pensado agora é na questão financeira. Como vou fazer se eu pegar e terminar? Moro em uma capital que é cara, aluguel barato só na PQP da periferia, então isso nem seria uma opção. Não queria destruir meu poder de aportar (que já é baixo), então estou pensando bem qual seria a melhor saida. Tive péssimas experiências morando em AP dividido com desconhecidos, então essa opção teria que ser muito bem analisada. Até poderia voltar pra casa dos meus pais no interior, do ponto de vista financeiro seria bom, mas porra..não queria isso.

É um caralho ser pobre, rs. Posso quase dizer que essa é a questão que ainda não me deixou simplesmete terminar esse relacionamento, apesar de que sei que falar e fazer são coisas diferentes. Com certeza ficarei mal por um tempo, mas basta eu cortar completamente o contato pra não ficar vendo o que ela está fazendo (que com certeza não ia ser nada agradável de ver, né caros leitores) e curtir minha fossa por um tempo que passa.

É isso então, senhores. Existem mais causos interessantes para eu compartilhar, farei isso quando tiver saco mais pra frente.

Abraços!